CEPESE CEPESE | CENTRO DE ESTUDOS DA POPULAÇÃO, ECONOMIA E SOCIEDADE

BIBLIOTECAS MEDIEVAIS PORTUGUESAS. SANTA CRUZ DE COIMBRA E ALCOBAÇA


No quadro do projeto de investigação apoiado pela European Science Foundation, EuroCORECODE/001/2009 - Cuius Regio. An analysis of the cohesive and disruptive forces destining the attachment of (groups of) persons to and the cohesion within regions as a historical phenomenon, considerou-se importante organizar materiais e fontes documentais através dos quais se tornasse possível divulgar determinados suportes da identidade nacional. Com efeito, no conjunto dos trabalhos desenvolvidos no âmbito deste projeto tornou-se evidente a importância do fator identidade, em função do qual se reconheceu a relevância da consciência social diferenciadora como coordenada determinante dessa identidade.

Nesta ordem de ideias, com o apoio do coordenador geral deste programa Eurocore (Professor Doutor Dick de Boer) e com a concordância prévia da Fundação para a Ciência e Tecnologia, entendeu-se ser útil organizar um banco de dados sobre Bibliotecas Medievais Portuguesas, começando pela seleção daquelas que apresentam uma maior expressão: Santa Cruz de Coimbra e Alcobaça. São duas Bibliotecas com uma significativa relevância, através das quais se evidencia a articulação da dimensão europeia com a componente nacional.

Foi nosso propósito realizar este trabalho uniformizando as referências documentais numa única Base de Dados, a qual, em regime de livre acesso, é disponibilizada a partir do CEPESE (Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade, anexo à Universidade do Porto), instituição de acolhimento do presente projeto.

Paralelamente, iniciou-se um programa de digitalização integral dos códices destas duas Bibliotecas. Por razões de natureza financeira e operacional, começou-se pelos códices da Biblioteca de Alcobaça, estando neste momento disponível uma parte significativa dos mesmos. Espera-se poder terminar este fundo a curto prazo, deixando para uma segunda fase a Biblioteca de Santa Cruz de Coimbra.

Para concretizar este propósito, foi organizado um grupo de trabalho que teve a seu cargo a transposição para a Base de Dados dos elementos descritivos disponíveis sobre cada uma das Bibliotecas. Assim:

1) No que se refere à Livraria de Mão de Santa Cruz de Coimbra, esta foi objeto de um recente catálogo de cada um dos noventa e oito códices (Catálogo dos Códices da Livraria de Mão do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra na Biblioteca Pública Municipal do Porto, ed. Aires Augusto Nascimento, José Francisco Meirinhos, Porto, BPMP, 1997), de que resultou um catálogo impresso, disponível para consulta online (http://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/55834?mode=full).

2) No que se refere à Biblioteca de Alcobaça, a despeito de existirem dois Catálogos preparados no século XX (Arnaldo Faria de Ataíde e Melo - Inventário dos códices alcobacenses, Lisboa: Biblioteca Nacional de Lisboa, 6 vols, 1930-1978; Thomas L. Amos - The Fundo Alcobaça of the Biblioteca Nacional, Lisbon. Collegeville, Minnesota: Hill Monastic Manuscript Library, 3 vols, 1988-1990), entendeu-se ser desejável reelaborar novas fichas descritivas de cada um dos Códices, trabalho esse que foi preparado pela Biblioteca Nacional, ao abrigo de um protocolo celebrado entre o CEPESE e a referida instituição, em Maio de 2013.

Por esta razão, a informação disponível sobre os referidos códices é diferente. Com efeito, embora se tenha tentado uniformizar as fichas descritivas, há sempre discrepâncias que não se podem evitar, considerando o diferente tratamento até agora dado às duas bibliotecas em causa.

Observações sobre critérios seguidos e consulta da Base de Dados

A) Ambas as Bibliotecas

- DATAÇÃO

Quando a data do Códice corresponde a um período longo (por exemplo, um século), deve ser colocada a data completa de início (por exemplo 1401-01-01) e da data completa de fim (por exemplo, 1500-12-31). Além disso, os campos de pesquisa disponíveis permitem a identificação de documentos por tema (utilizando o campo de pesquisa livre (TEXTO), onde se podem escrever nomes de autores, lugares, títulos de obras, etc). No campo DESCRIÇÃO ARQUIVÍSTICA, pode ser procurado um códice através da indicação da Biblioteca, seguida do número respetivo (por exemplo, ALC. 415 ou Santa Cruz 93).

- ORNAMENTAÇÃO

Nas fichas respeitantes a códices de Santa Cruz, faz-se a distinção entre ornamentação principal e secundária. Na principal indicam-se as situações (iluminura; cercadura; iniciais ornadas, historiadas…) e, na secundária, apenas se indica a sua existência sem especificar as situações (rubricas, caldeirões, iniciais coloridas…). Nas fichas de Alcobaça, apenas existe a indicação ornamentação, que inclui informação geral, que tanto pode ser principal (iluminuras…) como secundária (rubricas…).

B) Biblioteca de Alcobaça

- Respeitam-se integralmente as opções feitas pela Biblioteca Nacional de Portugal em recorrer ao uso de parênteses retos, tanto nos títulos como nos autores, quando a identificação não está feita no códice, mas existe um elemento ou nota anexa que o indica.

Para facilitar a consulta, foi elaborada uma lista de siglas e abreviaturas utilizadas nas fichas, e que podem, eventualmente, ser também úteis para pesquisar na opção: “Campo de pesquisa livre”.VER MAIS

Informação mais pormenorizada sobre estes fundos documentais, com inclusão de referências bibliográficas, pode ser encontrada em VER MAIS

NOTA: Uma Base de Dados com a dimensão e complexidade que se lhe pretende dar, como é o caso desta, naturalmente exige um esforço complementar de revisão das informações disponibilizadas, para além da finalização da digitalização dos códices. Neste sentido, só quando tal esforço estiver concluído, será possibilitado o acesso livre. De qualquer modo, trata-se de uma Base de Dados que pretende constituir um instrumento de trabalho, pelo que estará sempre em atualização.

Luís Adão da Fonseca
Maria Cristina Pimenta
Paula Pinto Costa
Joana Lencart
António Pestana de Vasconcelos


Pesquisa


Biblioteca:
Século
Data Início (aaaa-mm-dd) --
Data Fim (aaaa-mm-dd) --
Descrição Arquivística
Texto